O que é amar?

A maior força que existe é o Amor. É a maior porque é invencível e irresistível. Nada pode contra e ninguém pode resistir ao Amor. É o último grau da evolução, é onde Deus está, é o que Deus é e não é possível ir contra isto.
As relações amorosas entre as pessoas estão ultimamente fundadas em nada; se relacionam porque se acham bonitas, porque lhes é conveniente emocional ou financeiramente, porque gostam de ir aos mesmos lugares, porque ouvem a mesma música ou porque leem os mesmos autores.
Nada disso é da alma, tudo é da matéria. O “tipo” de pessoa é da matéria, não da alma. Relacionamentos fundados nisto acabam facilmente com qualquer sopro.
O Amor é devastador, quando vem nada sobra. Não há força maior que o Amor.
A vida é instável, tudo muda o tempo todo e com os relacionamentos amorosos não é diferente. A relação deve existir somente enquanto existir o Amor. Viver uma relação sem Amor ou sentindo um Amor maior por outra pessoa é viver uma mentira.
Somente quando duas almas se reencontram é que existe tão e somente o momento; não existe a carga do passado e o medo do futuro, apenas o momento. Troca-se uma vida por uma noite, sem arrepender-se e com a certeza de que tudo valeu à pena. As percepções são únicas e não há mais nada igual.
As pessoas estão criando relacionamentos porque a outra pessoa faz o mesmo curso acadêmico, gosta da mesma banda, tem o mesmo estilo de se vestir, não lhe trai, com ela não precisa se preocupar em ser traído ou se preocupar com dinheiro, faz parte do mesmo grupo, tem algo atraente fisicamente, tem a mesma noitada, a outra pessoa chama a atenção e lhe serve como troféu, se dão bem na cama ou para não ficar sozinhas.
Criam relações vazias e sem sentido, sem envolvimento algum de alma, e depois reclamam quando tudo termina sem sentido.
É óbvio que uma relação sem sentido, termina sem sentido.